por Jayme Silva

Grupo Escolar Cônego João Pio

Com quase um século, o Grupo Escolar Cônego João Pio é parte integrante do patrimônio histórico e cultural de São Domingos do Prata. Além d...

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Escola Estadual "Major Oliveira"

A história
É oportuno neste momento, resgatar um pouco do passado da Escola da Estadual “Major Oliveira” que hoje, é alvo de preocupação da comunidade de Ilhéus do Prata. Segundo informações, inclusive registrada neste blog, lamentavelmente, está ameaçado de perder o Status de Escola Estadual ou até mesmo, ter as suas portas fechadas. Este educandário é a extensão de nossas casas e parte integrante da história de ilhéus do Prata. Seu papel não se restringe apenas em ensinar a ler, escrever e formar pessoas de bem, mas também, oferecer condições para que as famílias possam criar seus filhos sem a necessidade de abandonar suas origens e deixar de gerar suas próprias receitas com o trabalho no campo.
Antonio de Oliveira, conhecido Major Oliveira, fundou a escola nos idos de 1900, cujo objetivo maior era iniciar o processo de alfabetização, ensinando o famoso “Bê a Bá”, no entanto, a presença da escola naquele momento era importante para consolidar o distrito com suas funções públicas. Até o inicio da década de 60, funcionou precariamente como escola primária em uma casa na rua de cima, localizada próximo a Igreja.
Foram épocas difíceis, marcado pela falta de recursos materiais e humanos. Em 1961, foi construído na rua da baixada, em terreno cedido por meu avô José Cotta Martins, as novas dependências da Escola. Era uma construção feito de chapas galvanizadas pré moldadas, que apesar de ser uma melhoria, ainda apresentava muitas deficiências e desconfortos para os alunos. Neste período, foi introduzido o 4º ano ou 4ª série, e a Instituição iniciava a adequação do corpo docente para atender as exigências dos órgãos superiores.
Era claro a necessidade de melhorar a estrutura física e modernizar Escola. Em Julho de 1983 foi inaugurado um novo prédio, onde funciona até os dias de hoje. Atende o nível fundamental e contabiliza aproximadamente 60 alunos. Este número no passado chegou a superar 400 alunos.
Vamos lutar e mobilizar para manter esta Instituição de Ensino na ativa.
Serginho Rocha
Prédio atual da Escola
 Dependências internas
Patrimônio do povo de Ilhéus do Prata

Local onde funcionou a Escola na década de 60 e 70
Escola Estadual Major Oliveira - anos 70

18 comentários:

  1. Boa Tarde.
    Sou uma das servidoras que trabalhava atualmente na escola.Aprendi a amar este local com o amor incondicioanl que os moradores tem pela escola .Tem um bom tempo que essas pessoas da comunidade lutam para que a escola não seja municipalizada.Este ano em um ato de crueldade tudo foi planejado para que essa populaçao nao lutassem para ter sua escola e de forma silenciosa e omissa por partes de pessoas que detem o poder pelos cargos que ocupam municipalizaram a escola sem ter a minima consideração com a comunidade e os servidores que ali trabalhavam . O que ficou e doeu de ouvir por parte de pessoas que ocupam seu cargo de poder e fez uso deste para junto com demais municipalizar a escola a seguinte frase: DEPOIS DE DIA 31 DE DEZEMBRO NÃO EXISTE MAIS A ESCOLA ESTADUAL MAJOR DE OLIVEIRA.

    ResponderExcluir
  2. Oi Serginho
    Nesta sua matéria, manifesto, protesto, não ficou claro uma coisa: qual será a desvantagem para o povo de Ilhéus a municipalização da escola?
    Aqui em PL as que foram municipalizadas, se tornaram melhores do que as estaduais, principalmente em salários melhores pago aos profissionais.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Iria funcionar de primeira a quinta série. Perderíamos do sexto ao nono ano, já que o município não assumiria este. No nosso caso, não sei a real situação salarial, mas acredito que os professores do estado recebem um salário bem maior, já que os mesmos não abdicam de seu cargo para dar aulas na rede municipal.

    Ademar Azevedo Frade
    ex-aluno

    ResponderExcluir
  4. Caro amigo serginho, valeu pela postagem e por essa ajuda de enorme valor.
    O pessoal do lugar, protestou muito durante a única reunião que tivemos com o prefeito, mas por acharem que não têm essa força, muitos estão desanimando e perdendo as perspectivas de reverter a situação. Como você bem sabe, é um povo que tem a humildade nas veias, que acolhe bem a todos, mas que muitas vezes, por falta de informação ou por medo, esquece a força que tem.
    Por enquanto, ainda estamos longe de ter recebido o devido retorno e representatividade das autoridades locais e eu continuo aguardando por isto. Qualquer novidade ou contato das mesmas, passarei a informação.

    Ademar Azevedo Frade

    ResponderExcluir
  5. Olá Pessoal!
    A Escola Estadual Major Oliveira pertence à História de Ilhéus, portanto, não existe data para seu fim.
    Não vamos desanimar e continuar formar opiniões sobre esta decisão, até então, sem esclarecimentos convincentes.

    Abraços,
    Serginho

    ResponderExcluir
  6. Hoje, dia 27 de dezembro vieram fechar a escola, e a inspetora que nunca apareceu para explicar nada, estava lá. É a hora do tudo ou nada minha gente!

    Ademar

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde
    Quero pedir que todos nos ajudem nessa campanha
    pois fui aluno do major oliveira,e isso nao pode acontecer
    pelo amor de Deus,,,,vamos divulgar issso
    e outra os corruptos que me aguardem pois vou bota pra quebrar,,,to entrando em contato com uns deputados ai e eles ja estao prontos para nos ajudar.

    ResponderExcluir
  8. Caros amigos,
    após registrar os comentários, gentileza identificar-se.

    Atenciosamente,
    Serginho

    ResponderExcluir
  9. Marino e Silvanilda29 de dezembro de 2011 20:30

    Fomos alunos da Escola Estadual "Major Oliveira"e sabemos o grande valor que tem esta instituição e a grande importancia para o nosso Distrito,pois não podemos deixar que isto aconteça.Vamos lutar pela nossa Escola.

    ResponderExcluir
  10. Gostaria de ajudar. Ja há alguma iniciativa organizada?
    Aurélio Vieira Leal

    ResponderExcluir
  11. Olá Aurélio!
    As iniciativas devem surgir dos próprios moradores junto com as lideranças locais. Acho que está faltando mais esclarecimentos.
    Como será daqui prá frente?
    Qual é a alternativa mais viável?
    Como fica os funcionários? etc, etc...

    Abraços,
    Serginho

    ResponderExcluir
  12. Sou uma ex-funcionária da E.E.Major Oliveira e tive o prazer de trabalhar por um período significativo com a equipe da última gestão da escola.Durante esta convivência,pude perceber que a ética e o bom senso sempre estiveram presentes nas atitudes do dirigente e sua equipe,sempre fomentando toda a comunidade escolar para uma educação de qualidade e muito compromisso.É do meu conhecimento um carta escrita por Ademar onde ele tece alguns comentários infelizes,e afirmo com toda propriedade que são irreais.É aceitável a atitude do ex-aluno se considerarmos que o ser humano é contraditório,ficando sempre nessa busca incessante dos acertos e erros,criando problemas para si e para os outros e não aceitando algumas verdades.Dizer que uma escola foi municipalizada,não significa dizer que ela está fechando as portas.Nesse caso,a escola Major Oliveira,perdeu apenas o título de "Estadual",mas ainda existe e sempre existirá.
    Os alunos do 6º ao 9º ano(antiga 5ª à 8ª série)serão remanejados para a E.E.Vicente de Paula Fraga,em Vargem Linda.Já os alunos do 1º ao 5º ano,(antiga 1ª à 4ª séries)ficarão na escola Major Oliveira,agora sob a coordenação da equipe municipal de Educação ,que por ora ,vem desenvolvendo um trabalho de excelência na cidade,fazendo jus à qualidade tão buscada na educação.Então,é conveniente e cauteloso procurarmos as devidads informações em fontes seguras e que realmente possam falar com propriedade do assunto,afinal,envolve-se nesta carta o nome de várias pessoas...inclusive da inspetora de ensino,diretor da escola e outros mais...Fica o meu apelo para que sejamos justos.

    ResponderExcluir
  13. Respondendo à pergunta do Serginho com relação aos funcionàrios...os efetivados e efetivos serão reposicionados em outras escolas estaduais onde haja vagas;já os contratados,esses não têm vínculo mais com o estado a partir de 31/12/2011.
    Os professores da rede municipal é que assumirão então os cargos disponíveis do 1º ao 5º ano(antiga 1ªà 4ª).

    ResponderExcluir
  14. Caros amigos,
    o assunto é interessante e o debate é saudável, no entanto, as opiniões perdem valores quando não se conhece a fonte.
    Após registrar os comentários, gentileza identificar-se.

    Atenciosamente,
    Serginho

    ResponderExcluir
  15. Caro anônimo, municipalizar significa fechar sim, ou você entende que deixar de oferecer as séries finais do ensino fundamental não é isso.
    Significa fechar do sexto ao nono ano.
    Quanto a gestão em todos os seus níveis o que podemos dizer é que não recebemos quaisquer esclarecimentos, foi antes de tudo um processo obscuro e os interesses das partes envolvidas ainda não estão claros. Se fosse algo idôneo, limpo e acima de tudo se a honestidade fosse colocada em primeiro lugar pode ter certeza de que eu, Ademar, permaneceria calado. Nunca comprei uma briga, sempre pensei mil vezes antes de dizer e escrever algo. Mas diante de fortes indícios e fatos que me chamaram a atenção jamais poderia ficar calado.
    Agora, ao contrário do anônimo que aqui deixou seu depoimento dei a minha cara a tapa, comprei uma briga que nem era minha, afinal se escola fechar o que é que eu vou perder!Mas o amor a minha Terra e as lembranças que tenho de lá pesaram mais alto, assim como o de muitos com quem conversei. Gostaria muito de saber se esse anônimo é de Ilhéus! Creio que não!
    Pode até ser que nossos esforços não dêem em absolutamente nada, mas uma coisa é certa sairemos com a consciência limpa de que fizemos o que podíamos e acima de tudo fomos limpos, honestos, honrados e assumimos nossos erros e acertos. Não precisamos esconder nada e de ninguém.
    E o que posso dizer que o que se sabe é só a ponta do iceberg.

    Ademar Azevedo Frade
    ex-aluno da EE Major Oliveira
    e-mail- a.azevedofrade@hotmail.com
    Graduando em Engenharia de Produção (UFOP) –10º período
    Graduando em Engenharia Metalúrgica (UEMG)-5ºperíodo

    ResponderExcluir
  16. Só para se ter uma idéia, obtive a informação de que restou nada menos que um valor de 16 mil reais na conta da EE Major Oliveira, e que essa quantia está sendo devolvida aos cofres do estado. Com a municipalização já estão devolvendo este dinheiro, repartindo os recursos da escola (computadores, arquivos etc.) para outras escolas, (dois computadores e alguns armários utilizados para arquivo já foram doados). Fecharam a escola estadual e estão sucateando a que será municipal. Quanto ao volume de dinheiro que será devolvido, será que o município tem 16 mil para injetar nela! SERÁ?
    Se esses recursos foram recebidos pela escola para serem aplicados em uma área específica então porque não foram utilizados. Por que deixar esse dinheiro em uma conta no banco, ao invés de utilizá-lo. Estive na escola e sei diversas coisas poderiam e deviam ser feitas. Esse dinheiro, não só poderia suprir inúmeras carências da escola, bem como ser utilizado em uma merenda escolar com o mais alto padrão de qualidade, afinal temos cozinheiras excelentes, era só preciso o material e ingredientes. Poderia também ter aplicado esse dinheiro em recursos didáticos de fim tecnológico nas aulas, melhor utilização dos laboratórios de informática, mobiliário, estrutura física dentre outros aspectos que podem e deveriam ser melhorados.
    E o que mais me entristece é que estão fechando uma das melhores escolas do município como pode ser visto no site da SRE de Nova Era, onde só aparecem a EE Marques Afonso e a EE Major Oliveira. Parece que não sabem mais diferenciar gasto de investimento.
    Caro anônimo, sou estudante de engenharia e não de advocacia, mas sei que contra difamação cabe processo. Não seria tolo aponto de dizer o que não posso provar. Se achar que estou difamando alguém e inclusive a você pode me processar.
    Mais uma vez assino o que disse.

    Ademar Azevedo Frade.

    ResponderExcluir
  17. Olá amigos!
    O blog está aberto para o debate, discussões e comentários de natureza diversa. É um espaço democrático e livre, inclusive, serve como indicador de clima para os administradores públicos do nosso município. Entretanto, o momento é de buscar soluções interessantes que vão, no mínimo, preservar a nossa escola em condições de oferecer conforto aos alunos e qualidade de ensino.

    Atenciosamente,
    Serginho Rocha

    ResponderExcluir
  18. Olá,
    amigos de Ilheus do prata,
    muito bem,estou completamente chocado com a noticia,
    para a gente que estudou nessa escola maravilhosa,
    pura,sabe que nela realmente existia educaçao.
    E muito triste de saber que nos dias de hoje,
    que as pessoas estao precisando tanto de educaçao,
    tanto de uma orientaçao responsavel e seria, acaba ocorrendo isso.
    Nao foi só o sexto ao oitavo ano que acabou,
    foi todos aqueles que realmente gostam de Ilheus,
    e sabe o que e um lugar magico.
    E Ademar Frade, voce tem total razao em seu depoimento,nunca devemos virar as costas para os nossos sentimentos.
    Mauricio Gustavo Ferreira Martins
    e-mail:maumaugto22@hotmail.com

    ResponderExcluir